Página inicial do sítio > Informação > Notícias (Press Review) > Comunidade Lusófona de França (Noticias) > Soldados portugueses combateram pela liberdade e pela paz

Soldados portugueses combateram pela liberdade e pela paz

Comemorados os 90 anos da Batalha de La Lys

segunda-feira 21 de Abril de 2008, por LusoJornal

Todas as versões deste artigo : [français] [Português]

Comemorou-se no sábado passado o 90° aniversário da Batalha de La Lys, com a presença do Ministro da Defesa, Nuno Severiano Teixeira, do Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas, e de muitas outras autoridades portuguesas e francesas.


"Esta é uma derrota táctica das forças portuguesas mas que contribuiu para uma vitória estratégica e temos de o pensar nesse sentido. Por isso é importante comemorar esta data" explicou ao LusoJornal o Ministro da Defesa. "Aqui se bateram os soldados portugueses por valores que ainda hoje outros soldados portugueses se batem noutros teatros das operações onde estão hoje, por exemplo no Chad, no Afganistão, no Kossovo,... são valores de direito, de democracia, de liberdade e de paz".

As cerimónias começaram no Cemitério Militar Português de Richebourg onde estão sepultados os soldados portugueses. "Este é um local de memória, tenho vindo cá e dou-o a conhecer à minha volta" diz António Amorim, funcionário do Consulado de Portugal em Paris, apontando para a campa de um familiar.

Carlos Paulo Silva publicou na Internet uma lista oficial dos combatentes portugueses que estão sepultados no cemitério de Richebourg. "Foi uma lista feita nos anos 30 pelo Ministério da Defesa, na altura em que foi inaugurada o cemitério" explicou ao LusoJornal o Conselheiro Geral do Essonne.

Nuno Severiano Teixeira salientou também o facto das tropas portuguesas terem desfilado nos Champs Elysées para comemorar a vitória dos aliados. "Estes são momentos fundamentais na construção da memória, neste caso nacional mas também na memória europeia".

Depois das homenagens no Cemitério Mulitar de Richebourg, a comitiva deslocou-se para a aldeia vizinha de La Couture onde também se prestou homenagem diante do monumento inaugurado por Portugal em honra dos soldados portugueses.

As associações de antigos combatentes portugueses têm marcado presença constante neste tipo de comemorações. "Temos quase a obrigação de estar aqui e homenagear aqueles que defenderam a Pátria" explica António Cerqueira, Presidente da associação dos ex-militares. "Estaremos aqui todos os anos, enquanto tivermos meios para o fazer".

"Temos vindo cá todos os anos e é uma homenagem aos antigos que morreram pela pátria. Se eles morreram foi por alguma coisa" diz por sua vez Elísio Soares de Almeida da Associação Franco-Portuguesa de Argenteuil. "Queremos ver se não há mais guerras como esta", concluiu numa entrevista ao LusoJornal.

Christophe Fernandes mora em Brest, mas fez 600 kms para assistir às comemorações deste ano. Estudante em história, fez um trabalho de pesquisa sobre a participação dos portugueses na Primeira Guerra Mundial. "Foi importante comemorar o sacrifício de quase 7.000 portugueses mortos. A história é importante para construir o futuro. Não é possível conceber a União europeia sem compreender a história do século XX". Filho de pai português e mãe francesa, o jovem estudante sempre gostou de história e "queria estudar um período que ligue a França e Portugal".

Também o autor Manuel do Nascimento que escreveu recentemente um livro sobre a Batalha de La Lys, esteve presente nas comemorações. "Portugal entrou na guerra por interesse próprio e porque não queria perder as colónias portuguesas em Africa" disse ao LusoJornal. "A República portuguesa ainda estava muito frágil. Mas a nível histórico, a participação portuguesa na Guerra ficou muito esquecida pelos historiadores franceses. Portugal não merecia e foi por isso que quis apresentar este livro para que esta guerra não fosse esquecida".

LusoJornal

2 Mensagens de fórum

  • Soldados portugueses combateram pela liberdade e pela paz

    11 de Novembro de 2008 13:07, por carlos ramos

    Olà caros compatriotas , , gostaria de ver a listas dos balentes soldados portugueses que deram a vida , na grande guerra 14/18 , publicada no net , c isso ja estas feito , c possibel me darem os dados de esse site , obrigado , por tudo ...............
    ( carlos ramos )

  • Soldados portugueses combateram pela liberdade e pela paz

    11 de Novembro de 2008 17:09, por MCARROLA

    ola todos,tambem gostava de conhecer a lista dos nossos herois que morreram na batalha de la liz em frança
    pois tenho um familiar que morreu nessa batalha guerra 14/18.
    Chamava-se ANTONIO LIGEIRO NATURAL DE MAIORCA FIG DA FOZ



PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com