Página inicial do sítio > Informação > Notícias (Press Review) > Comunidade Lusófona de França (Noticias) > Na presença do Secretário de Estado António Braga

Na presença do Secretário de Estado António Braga

Autarcas de origem portuguesa reunidos em Paris

quinta-feira 4 de Dezembro de 2008, por LusoJornal

Todas as versões deste artigo : [français] [Português]

O V Encontro dos Portugueses e Luso-descendentes eleitos nas Autarquias francesas teve lugar no dia 22 de Novembro no Collège Fénelon Sainte Marie em Paris.


O acontecimento reuniu a presença de várias personalidades políticas de Portugal e França, nomeadamente o Embaixador António Monteiro e o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, António Braga e cerca de 300 autarcas eleitos nas últimas eleições municipais francesas.

Durante a cerimónia de abertura António Monteiro, o principal impulsionador do evento, reforçou que existe uma forte rede de solidariedade e proximidade entre a Comunidade portuguesa e os novos autarcas de origem portuguesa.

Esta foi a última vez que António Monteiro preside a estes encontros já que vai deixar as funções em Paris, no início do próximo ano. Por isso, as palavras de abertura foram recebidas com um forte aplauso por todos os participantes.

A intervenção do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas vem reforçar o enorme contributo que o Embaixador tem prestado à Comunidade portuguesa recordando que este V Encontro dos Portugueses e Luso-descendentes representa uma “herança que o Embaixador irá deixar”.

Depois acrescentou que “o país não pode deixar de continuar a contar com a colaboração do Embaixador António Monteiro”. A maioria (58%) dos luso-eleitos nasceram em França enquanto que 41% nasceram em território luso. Mas os dados estatísticos revelam a pouca importância do número de portugueses inscritos nas autarquias francesas, em 2008 estavam inscritos 144.717 europeus nos municípios franceses sendo os portugueses mais de metade. Mas mesmo assim eram apenas 81.682 cidadãos, enquanto que em França existem mais de 500.000 cidadãos de nacionalidade portuguesa.

O Embaixador de Portugal salientou para o facto de cerca de 43% dos Portugueses de França residirem na região parisiense, enquanto que apenas 14,3% do total dos portugueses e luso-descendentes eleitos está nesta região. “Temos ainda muito a trabalhar na região Ile-de-France” diz António Monteiro. Pela primeira vez em 2008 foi possível recensear exactamente o número dos candidatos portugueses e eleitos no território francês, incluindo nas comunas com menos de 3.500 habitantes.

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas considera que a França é um país que tem o seu poder descentralizado ao seu nível local, o que ajuda naturalmente à internacionalização portuguesa. “A Europa tem acrescentado condições para o direito da cidadania. Esperemos que o Tratado de Lisboa se venha a concretizar” acentuando que a França tem um enorme património de emigrantes.

A subida na pirâmide social referente aos percursos e categorias sócio-profissionais, a presença de médicos, de juristas, de professores e de profissões liberais vem confirmar o sucesso da integração dos portugueses e dos seus descendentes em França: 40 Maires e 180 Adjuntos do Maire.

A organização do V Encontro superou as expectativas de António Braga que ao longo de todo o programa procurou contribuir com algumas das suas reflexões. “A demonstração de vitalidade que é feita pela vossa equipa aqui dá-nos a garantia que manteremos empenhadamente este relacionamento com a criação das redes de comunicação”.

Fazendo um breve balanço entre cultura e economia, o Secretário de Estado assume que a “cultura é cada vez mais economia e a economia tem muito a ver com a cultura”. Por outro lado, comenta que “afirmação desses dois valores é decisiva sobretudo no momento em que pela via da cultura nós temos vantagens em desenvolver a vertente que vai dar sempre à economia”. De uma maneira geral os autarcas gostaram do encontro, apenas tendo referido ao LusoJornal que gostariam de ter tido mais oportunidade para falar e colocar questões.

LusoJornal


PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com