Página inicial do sítio > Informação > Notícias (Press Review) > Portugueses no Mundo > Lusofonia e Extremo Oriente são mercados em estudo para a moda (...)

Lusofonia e Extremo Oriente são mercados em estudo para a moda nacional

segunda-feira 20 de Outubro de 2014, por Diário de Notícias

Todas as versões deste artigo : [français] [Português]

Em vésperas do arranque da 35.ª edição do Portugal Fashion, entidade organizadora revela planos para consolidar e ampliar impacto da moda nacional.


Com a matriz da promoção da moda portuguesa em parceria estreita com a indústria, o Portugal Fashion quer manter a aposta internacional e para isso está já a estudar novos mercados, como o Extremo Oriente e a lusofonia.

Em vésperas do arranque da 35.ª edição do evento de moda - que começa na quarta-feira e decorre até sábado - João Rafael Koehler, presidente da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), a entidade organizadora, falou à agência Lusa da estratégia e do futuro do Portugal Fashion.

"O projeto Estratégia para o Mercado Global é para consolidar e para ampliar para que os nossos designers tenham mais hipóteses no estrangeiro e para que possam falar para um público muito maior do que o público português", assegurou.

João Rafael Koehler revelou que o Portugal Fashion está "a olhar com muita atenção para outros mercados", dando o exemplo dos países da lusofonia - como Brasil, Angola e Moçambique - e do Extremo Oriente, um "mercado maduro e muito recetivo à moda" que poderá fazer sentido para os criadores portugueses.

"Estamos a olhar para esses mercados com interesse, estamos a fazer um estudo de mercado e a procurar parceiros locais porque nós só vamos para sítios onde tenhamos a certeza de que vai correr bem", sistematizou.

Diário de Notícias


PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com