Página inicial do sítio > Informação > Desporto : Noticias > ESGRIMA PORTUGUESA REPRESENTADA NA ESPADA E FLORETE

ESGRIMA PORTUGUESA REPRESENTADA NA ESPADA E FLORETE

UNIVERSIADAS DE GWANGJU 2015

quinta-feira 11 de Junho de 2015, por FADU

Muita competitividade e bons resultados são o que esperam os estudantes-atletas de Esgrima que se juntam à missão portuguesa nas Universíadas de Verão em Gwangju, na Coreia do Sul. Entre 4 e 9 de julho, Max Röd, Inês Hermínio e Pedro Macedo, acompanhados pelo treinador Andreas Röd, vão jogar à procura de uma “representação digna” do país.


Max Röd vai participar na disciplina de espada e é já a segunda vez que marca presença nesta competição. O estudante de Direito na Universidade de Sevilha considera “esta participação uma grande oportunidade, uma magnífica experiência, mas também uma responsabilidade de representar dignamente o nosso país”.
Em relação às expectativas, Max responde com ponderação. “Não quero para já marcar um objetivo porque ainda não conheço bem o nível e número de adversários. Mesmo assim, as expectativas são positivas e acredito ser capaz de poder fazer um bom resultado nesta prova”, afirma.

Na variante feminina de espada, Inês Hermínio, campeã nacional universitária em espada, florete e sabre, foi a escolhida. A estudante de Gestão da Universidade Nova de Lisboa (NOVA) sente “orgulho por poder participar nas Universíadas, representando Portugal e a NOVA. Desde que entrei para a universidade, em 2009, que é um dos meus objetivos participar nesta competição, pelo que é com grande satisfação e realização que, finalmente, vou participar nas Universíadas”.

“Tenho expectativas bastante elevadas para esta competição. Não só a nível de resultados como também a nível das Universíadas em si, como evento marcante que é. Encontro-me no final da época desportiva, no pico competitivo, pelo que espero que os resultados reflitam todo o trabalho desenvolvido”, declara.

A estes, junta-se Pedro Macedo, estudante de Engenharia Civil na Universidade de Lisboa que tem assegurado o título de campeão nacional universitário de florete, em representação da Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST).

Para Pedro "é um privilégio representar Portugal. Já tenho participado em campeonatos internacionais, mas esta é uma competição um bocado diferente e sinto-me privilegiado por ser convocado. Espero ficar entre os 16 primeiros, classificação similar ao último Europeu, mas vou dar o meu melhor e tentar chegar mais longe”.

“Seria desejável contar com uma equipa mais ampla, mas atualmente contamos com poucos desportistas estudantes universitários. Os atletas contam com alguma experiência internacional e são seguramente capazes de alcançar um bom resultado”, explica Andreas Röd.

Para o treinador, as principais preocupações prendem-se com a “adaptação às 8 horas de diferença de Portugal e ao clima muito húmido e quente” da Coreia do Sul. Ciente dos fatores que podem condicionar a prestação dos atletas, Andreas ambiciona bons resultados.

“Ainda não conhecemos a lista definitiva dos participantes, mas até hoje quase 50 atletas estão inscritos já tanto na espada masculina como feminina e prevê-se um elenco muito competitivo com atiradores de primeiro nível em ambas as competições. Esperamos obter um resultado bastante bom nas duas competições, mas a esgrima depende muito da forma concreta no dia da prova. Espero que Portugal fique representado com dignidade e obtenha alguma alegria”, partilha.

A competição de Esgrima decorre entre os dias 4 e 9 de julho, prevendo-se que os nossos atletas entrem em ação logo a 5 de julho, de acordo com o calendário provisório anunciado (a confirmar).

Portugal tem já um longo historial de participação da Esgrima em Universíadas, sendo uma das modalidades do quadro obrigatório deste evento, com alguns atletas a repetirem várias presenças.

Apesar de nunca ter conquistado medalhas, algumas participações estiveram perto de o conseguir, bem como lograram alcançar lugares de honra, onde se destaca o magnífico 4º lugar por equipas de Espada, obtido na edição de Shenzhen 2011.

A delegação portuguesa em Gwangju integra na totalidade dez modalidades: Andebol (m), Atletismo, Ginástica Artística, Esgrima, Judo, Natação, Remo, Taekwondo, Ténis de Mesa e Tiro com Arco, num projeto de participação e seleção dos estudantes-atletas, definido com as respetivas federações desportivas.

Toda a informação sobre a participação de Portugal nas Universíadas pode ser acompanhada no site oficial da FADU em www.fadu.pt e no Facebook em www.facebook.com/fadupt.

Pedro Sanches
Vice-Presidente

FADU
FEDERAÇÃO ACADÉMICA
DO DESPORTO UNIVERSITÁRIO,
UPD

Ver online : www.fadu.pt

FADU


PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com