Página inicial do sítio > Informação > Artes e Letras > Em luta contra o Estado salazarista – Uma certa ideia de Portugal.

Em luta contra o Estado salazarista – Uma certa ideia de Portugal.

Manuel do Nascimento

segunda-feira 25 de Fevereiro de 2008, por Portugal Vivo (MN)

Todas as versões deste artigo : [français] [Português]

Depois da publicação de Cronologia da História de Portugal nas edições l’Harmattan em Paris, livro bilingue Português/ Francês, livro considerado inédito da cultura portuguesa, Manuel do Nascimento acabou de publicar nas edições l’Harmattan em Paris um documento que data de 1948, livro também bilingue, Português/ Francês, que tem por título Norton de Matos – Em luta contra o Estado salazarista – Uma certa ideia de Portugal.



60 anos depois. O dever da memória. A democracia também se constrói com a memória histórica.

É necessário de lembrar que Norton de Matos teve o mérito e a coragem de escrever ao Presidente do Conselho (António de Oliveira Salazar) para denunciar a política do Estado salazarista.

O objectivo da tradução deste livro, não é de fazer algo de literário, mas de dar a conhecer a coragem de Norton de Matos nos anos de 1948 e de 1949.

E para respeitar a versão original, tive o cuidado de traduzir de maneira a não esquecer as palavras principais e a ponctuação do autor onde muitas das vezes deixo o original.

Quis também, respeitar a maneira da escritura de Norton de Matos, deste homem que antes de mais e sobretudo com as cartas enviadas ao Presidente do Conselho, ao Presidente da República e ao Tribunal Supremo da Justiça, quis despertar o mundo político e o povo do seu País.

Este homem, sem medo, que decidiu denunciar a ditadura do governo salazarista no poder depois de perto de vinte e dois anos.
Foi assim que a 9 de Julho de 1948, ele não hesitou a convidar a imprensa nacional e internacional na sua própria casa, para informar a opinião nacional e internacional da sua apresentação de candidatura à Presidência da República.

Norton de Matos apresenta neste livro, as coisas com simplicidade, num contexto pessoal e autêntico, o que permite ao leitor uma grande proximidade da sua pessoa incontornável na História moderna de Portugal.

A sua proclamação de republicano e do respeito das liberdades democráticas é a prova da existência do Estado salazarista que impede a liberdade de pensar, de agir, o direito de ser livre e de escolher livremente os candidatos.

O povo português via em Norton de Matos, o homem, o perfil mais indicado para a presidência da República Portuguesa e queria um Presidente eleito pelo povo e para o povo, e não queria ver um boneco maneável por um ditador.

Bibliografia :
- Cronologia da História de Portugal – Paris, 2002
- Norton de Matos – Em luta contra o Estado salazarista – Uma certa ieia de Portugal, - Paris, 2008

Em breve : La Lys (os combates mortais da Batalha de La Lys de 8 de Abril de 1918)

A participação e as razões da entrada de Portugal na Primeira Grande Guerra Mundial em França, dos soldados portugueses que lutaram junto dos aliados para libertar o povo francês.

Ver online : www.editions-harmattan.fr

Portugal Vivo (MN)


PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com