Página inicial do sítio > Informação > Notícias (Press Review) > Comunidade Lusófona de França (Noticias) > Daniel Marques gostava de gravar o seu primeiro disco

Daniel Marques gostava de gravar o seu primeiro disco

Quando acordeão rima com paixão

terça-feira 4 de Abril de 2006, por LusoJornal

Todas as versões deste artigo : [français] [Português]

Daniel Marques é um apaixonado da música, sobretudo do acordeão. Desde criança, o jovem luso-descendente vive no meio musical começando primeiro por tocar piano aos oito anos de idade e imediatamente Daniel apercebe-se de que é com a música que ele quer viver.


«Rapidamente aprendi a tocar e desde então ouvia muita música, até que um dia ouvi numa rádio francesa os sons do acordeão que me intrigaram bastante. Entusiasmado com este instrumento, de imediato falei com os meus pais, que acabaram por me inscrever numa escola de música privada gerida também por um português», começa por dizer Daniel Marques.
Durante os seus estudos secundários, Daniel Marques participa em várias peças teatrais enquanto acordeonista. «Sempre que tinha disponibilidade pegava no meu acordeão e tocava as músicas que me inspiravam no momento».
O jovem luso-descendente aponta para a importância da formação que durou aproximadamente sete anos, sem a qual não teria adquirido a base musical de que dispõe actualmente. «Para além da formação que tive, guardo uma amizade muito grande com o meu professor». Contudo Daniel Marques lamenta não ter integrado o Conservatório, para poder melhorar o seu nível e avançar mais ainda.
Actualmente Daniel acompanha com o seu acordeão ou com o órgão os artistas em diversas festas portuguesas aos fins-de-semana, «geralmente acompanho Tony do Porto, por quem tenho muita admiração e é quem me aconselha em como ser mais profissional e na maneira em como apresento o meu trabalho ao público, ele tem confiança em mim e isso motiva-me bastante», diz a sorrir. O jovem acordeonista confessou ao LusoJornal já ter alguns projectos mais concretos em vista, «gostava de poder lançar este ano, um Cd, uma compilação de variedade portuguesa, de Tango com Salsa e talvez com a participação do Tony do Porto. Paralelamente já compus algumas partições que gostaria também de divulgar num Cd instrumental a solo, mas penso que só deverei lançar nos próximos dois anos. Por enquanto quero aprender mais ainda, de modo a aperfeiçoar estes projectos».
Oriundo de Viseu, Daniel Marques tem 27 anos e é «solteiro e bom rapaz», trabalha na empresa do pai. Transforma-se em artista aos fins-de-semana e é chamado regularmente para animar festas privadas. Daniel espera poder acompanhar outros artistas e aperfeiçoar a sua carreira musical.
Daniel estará presente no dia 13 Maio na Associacão Cultural de Chatillon para um jantar-espectáculo, no qual animará uma vez mais o ambiente.

LusoJornal


PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com