Página inicial do sítio > Informação > Notícias (Press Review) > Comunidade Lusófona de França (Noticias) > "Cristóvão Colombo - O enigma" estreia nas salas francesas

"Cristóvão Colombo - O enigma" estreia nas salas francesas

Manoel de Oliveira vai permanecer em Paris duranteesta semana para acompanhar várias exibições do filme

terça-feira 2 de Setembro de 2008, por Jornal de Notícias

Todas as versões deste artigo : [français] [Português]

O mais recente filme de Manoel de Oliveira, "Cristóvão Colombo - O enigma", vai estrear-se em 13 salas de cinema francesas.


O cineasta português vai estar presente, esta terça-feira, na antestreia em Montparnasse, Paris.

O cineasta Manoel de Oliveira, que completa dentro de três meses 100 anos, chega de Itália, onde lançou a curta-metragem "Do visível ao invisível", no Festival de Cinema de Veneza, para estar presente na antestreia, hoje, nas salas de cinema gaulesas, do seu filme mais recente, "Cristóvão Colombo - O enigma".

O filme vai estar em exibição até ao final do mês de Setembro, em cidades como Montreuil, Saint Denis, Rennes, Lille e Lyon.

Durante esta semana, Manoel de Oliveira vai permanecer em Paris, juntamente com o produtor François d’Artemare, para acompanhar várias sessões e com o intuito de responder às solicitações da Imprensa francesa.
O filme, que estreou nas salas portuguesas um dia depois de Manoel de Oliveira completar 99 anos, é inspirado no livro "Cristóvão Colombo era português", de Manuel Luciano da Silva e Sílvia Jorge da Silva, autores que são interpretados por Ricardo Trêpa e Leonor Baldaque, na juventude, e pelo próprio realizador e mulher, Maria Isabel de Oliveira.
No filme, Oliveira usa o enigma das origens de Cristóvão Colombo para reflectir sobre a identidade portuguesa e a importância dos Descobrimentos.

"Cristóvão Colombo - O enigma" tem a duração de pouco mais de uma hora e foi rodado, no ano passado, em Portugal e Estados Unidos.
O mais recente filme do realizador mais velho do Mundo em actividade foi lançado em Setembro de 2007, no Festival de Cinema de Veneza, e já passou por vários festivais internacionais. Entretanto, o cineasta português mais conhecido tem sido homenageado em vários países, tal como os Estados Unidos, com a exibição de vários dos seus filmes, ou do Festival Internacional de Cinema de Cannes, em França, que lhe atribuiu uma Palma de Ouro de Honra.

No início de Outubro, Manoel de Oliveira, que afirma não se cansar de trabalhar, deverá rumar à Cidade do México para, também, ser homenageado no I Congresso da Cultura Ibero-americana.

Em Portugal, encontra-se em Serralves, no Porto, uma exposição que mostra o trabalho do cineasta, em formato expositivo, centrada no modo como Manoel de Oliveira contribuiu para uma reinvenção do cinema através de uma linguagem que lhe é única.

Apesar da idade avançada, Manoel de Oliveira deverá, ainda, iniciar a rodagem da próxima longa—metragem, "Singularidades de uma rapariga loira", um filme baseado num conto de Eça de Queirós, que também vai ter a produção da Filmes do Tejo.

Manoel de Oliveira é o único cineasta que começou a carreira no período do cinema mudo e que continua activo no século XXI.

LUÍS LEITE

Jornal de Notícias

Jornal de Notícias



PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com