Página inicial do sítio > Informação > Notícias (Press Review) > Portugal (Notícias) > Comissão Europeia apoia programa cautelar para Portugal

Comissão Europeia apoia programa cautelar para Portugal

Olli Rehn

sexta-feira 24 de Janeiro de 2014, por Diário de Notícias

Todas as versões deste artigo : [français] [Português]

A Comissão Europeia está disponível para apoiar Portugal se o país optar por um programa cautelar após o fim do programa de resgate, disse o comissário dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, numa entrevista ao Wall Street Journal.


"Acredito que mais vale prevenir do que remediar e uma linha de crédito cautelar serve precisamente para isso", considerou o responsável europeu.
O acesso a uma linha de crédito cautelar é uma das possibilidades a que Portugal pode recorrer caso se agravem as condições de financiamento ou as receitas fiquem aquém do esperado no fim do programa de assistência financeira, previsto para meados de 2014.

O Mecanismo de Estabilidade Europeu distingue dois tipos de programas cautelares: a Linha de Crédito Cautelar Condicionada (PCCL), que pode ser pedida por qualquer país da zona euro cujas condições económicas sejam fundamentalmente sólidas, e a Linha de Crédito com Condições Reforçadas (ECCL), destinada a países que não cumpram todos os critérios de elegibilidade, ficando estes obrigados a adotar medidas corretivas para dirimir estas fraquezas.

Embora tenha sublinhado que a zona euro já não corre o risco de desagregação, Rehn disse que não há margem para abrandar o ritmo das reformas, nem nas maiores economias, como França e Itália, nem nos países resgatados.

O comissário europeu apelou ainda a uma intervenção do Banco Central Europeu (BCE) para atingir a meta dos 2% de inflação, alertando para os riscos de uma inflação demasiado baixa sobre a recuperação da zona euro.

Diário de Notícias


PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com