Página inicial do sítio > Informação > Notícias (Press Review) > Portugal (Notícias) > 1,9 milhões de portugueses em situação de pobreza

 1,9 milhões de portugueses em situação de pobreza

Dificuldades atingiram pico em 2012

terça-feira 25 de Março de 2014, por Correio da Manhã

Todas as versões deste artigo : [français] [Português]

Pobreza aumentou e afeta 18,7 por cento dos portugueses. População menor de idade é a mais atingida pelas carências, diz Instituto de Estatística.


m Portugal, viviam em risco de pobreza 1,9 milhões de pessoas em 2012. Ou seja, 18,7% da população recebia menos de 409 euros por mês. O valor é superior em 0,8 pontos percentuais ao registado no ano anterior (17,9%) e é o mais elevado desde 2005, segundo o Inquérito às Condições de Vida e Rendimento ontem publicado pelo Instituto Nacional de Estatística. Por faixas etárias, foram os menores de 18 anos os mais atingidos pelas carências económicas, com 24,4% das crianças e jovens a viverem em Portugal. A carência económica dos mais novos, em 2012, foi superior em 2,6 pontos ao valor registado em 2011 (24,4% face a 21,8%).

No mesmo período, o risco de pobreza para a população em idade ativa foi de 18,4%, ou seja, mais 1,5 pontos do que o valor relativo a 2011 (16,9%). Pelo contrário, a população idosa é a menos exposta ao risco de pobreza. A carência económica atingiu 14,7% entre os maiores de 65 anos, valor que manteve em 2012 a tendência decrescente observada desde 2003. Este decréscimo resulta do aumento médio das pensões de velhice per capita que se tem vindo a verificar desde o início do século. Em termos de situação laboral, estavam em risco de pobreza 40,2% dos desempregados. 10,5% das pessoas empregadas viviam, também, com dificuldades económicas.

Na estrutura familiar, o núcleo em maior risco de pobreza é o constituído por um casal com três ou mais filhos: 40,6% das famílias numerosas possuíam carências económicas. Na segunda posição surgem as famílias formadas por um adulto com, pelo menos, uma criança: em 2012, 33,6% eram pobres. Bem mais baixo foi o valor obtido para casais com mais de 65 anos, com as dificuldades a atingirem 13,5%. Sem as transferências sociais, como pensões ou subsídios, havia 46,9% da população em risco de pobreza, no mesmo ano.

Correio da Manhã


PortugalVivo

Tous droits réservés (Portugal Vivo®) Ce site ainsi que sa charte graphique sont protégés par un copyright© international qui interdit toutes reproductions mêmes partielles.
La société Portugal Vivo® est habilitée à poursuivre toutes personnes morales ou physiques violant le copyright©
Dans le cadre de la revue de presse, Portugal Vivo utilise des articles ou photos dont il nâ€â„¢est pas lâ€â„¢auteur. Ces éléments restent la propriété de leur auteur. Portugal Vivo cite systématiquement le journal source avec un link vers celui-ci.
Mentions Légales : PORTUGAL VIVO - 102 avenue des Champs Elysées, 75008 Paris - France | SARL au capital de 15.000 ââ€Å¡¬uros - R.C.S. Paris B 441 119 286 | Représentant Légal : Jorge Loureiro | email : net@portugalvivo.com